O que você está procurando?

Autônomo: saiba como organizar suas finanças

7 de março de 2022
Blog image

Trabalhar por conta própria e ter o próprio negócio é o desejo de boa parte das pessoas. Entretanto, para ter sucesso na jornada do empreendedorismo, é preciso ter muita disciplina, especialmente financeira. Este é, talvez, o principal desafio de um trabalhador autônomo. Afinal, muitas vezes não há como garantir a mesma renda do mês anterior. 

Organização, planejamento, despesas… Enfim, tudo isso precisa ser considerado por quem trabalha por conta própria. Se você é uma dessas pessoas e precisa de um direcionamento, vai encontrar por aqui algumas dicas para dar esse passo importante. Aproveite o texto e tenha sorte na sua jornada. Boa leitura! 

Faça um orçamento mensal

Uma das primeiras coisas a se fazer é planejar o orçamento. Afinal, a organização de finanças é fundamental para ter sucesso na empreitada. O ideal é que você tente olhar para os 12 meses do ano, colocando a projeção dos principais gastos que você terá no período. Aqui entram despesas fixas recorrentes como internet, combustível, conta de celular, materiais de escritório, entre outros. 

Essa organização vai permitir que você tenha uma visão mais ampla sobre os custos básicos do seu dia a dia. Até mesmo onde economizar. Isso porque, ao juntar os valores e somá-los durante o ano todo, é possível enxergar algumas oportunidades. Por exemplo: se você paga R$ 200 de internet por mês, em 12 meses terá um custo de R$ 2.400. Com isso, pode avaliar se o serviço contratado não é superior ao que você realmente precisa e, então, negociar um desconto.

 

Reserve uma verba para imprevistos

Muitos autônomos sabem que o principal desafio para ter sucesso nos negócios é a recorrência de trabalho. Afinal, há clientes que precisam apenas de trabalhos pontuais e não contratam o serviço no mês seguinte. Isso, claro, pode variar bastante de acordo com o nicho de trabalho. Em alguns casos, é preciso contar ainda com a eventual falta de pagamentos ou períodos longos sem receber. 

Para não se surpreender, o ideal é fazer uma reserva de emergência. Sempre que sobrar um pouco de dinheiro, deixe ele guardado para ter um fluxo de caixa. Só assim você conseguirá cobrir lacunas financeiras, sem se surpreender quando imprevistos acontecerem. 

Mas quanto você precisa guardar? O ideal é que essa reserva seja de, no mínimo, 6 meses o valor das suas despesas. Por isso o planejamento inicial, citado no tópico anterior, é extremamente importante. Outro ponto: caso você utilize essa verba em algum momento, é preciso priorizar a sua reposição o mais rápido possível. 

Separe a vida pessoal da profissional

Esse é um dos principais erros cometidos pelos autônomos. Saber separar os gastos pessoais dos profissionais é um desafio que nem todos sabem lidar. Por isso, é preciso bastante disciplina. O ideal é que você tenha um valor limite para utilizar no mês, como se fosse um salário. Assim, você não mistura os recursos da empresa com os seus gastos pessoais ao longo do mês. 

Esse é um passo muito importante na rotina de um autônomo e, principalmente, para a saúde financeira da empresa. Caso você precise fazer qualquer investimento no negócio, terá recursos separados para isso, sem precisar tirar do próprio bolso. 

Uma dica importante é fazer uma conta da própria empresa, cadastrada no CNPJ dela. Assim, você não mistura o dinheiro corporativo com aquele que você usa para as despesas pessoais. Há opções, inclusive, que não cobram taxas. 

Tenha atenção com as Notas Fiscais

Todo serviço prestado pela sua empresa precisa ser pago por meio de notas fiscais. Com isso, você precisa ter atenção na prestação de contas de todas elas para a Receita Federal. Assim como as pessoas físicas, que fazem a declaração do imposto anual para o fisco, as empresas também precisam fazer isso.  

Sendo assim, é preciso controlar rigorosamente a emissão de todas elas, sabendo quais foram pagas, quais não foram e, também, as canceladas. Uma dica é adicionar os arquivos em um pen-drive ou, para não correr risco de perder, em uma conta de armazenamento na nuvem.

Programe suas férias e aposentadoria

Como autônomo, você acaba não tendo os mesmos direitos de uma pessoa contratada pela CLT. Por isso, para ter acesso aos benefícios de uma pessoa aposentada pelo INSS futuramente, é preciso fazer o recolhimento desse imposto por conta própria. Uma opção, caso você tenha condições, é fazer um plano de previdência privada, que pode trazer um valor de aposentadoria melhor lá na frente. 

Além disso, é importante você se programar para suas férias. Afinal, todo empreendedor merece um merecido descanso. O ideal é criar uma reserva só para esse período. Com isso, você conseguirá cobrir os custos da empresa no período que estiver ausente do trabalho. 

A organização é um ponto fundamental na jornada de todo autônomo. Prestar atenção em cada detalhe e manter a disciplina são pontos essenciais para não se enrolar com as finanças da empresa. Seguindo as dicas do texto, certamente o caminho a percorrer será muito mais fácil. Boa sorte!

Categorias:

Consórcio

Compartilhe:
Facebook logo

Última notícias

Última notícias