O que você está procurando?

Descubra qual é um bom score e conquiste seu financiamento

28 de outubro de 2021
Blog image

Antes de contratar um financiamento, você precisará passar por uma análise de crédito completa. Assim, o banco saberá se deve ou não disponibilizar os recursos para você. Por isso, uma das formas de se preparar e mesmo de decidir se vale a pena recorrer a essa solução envolve ponderar qual é um bom score para financiamento.

Afinal, essa medida é cada vez mais utilizada no mercado e pode determinar se você terá os recursos e quanto pagará por eles. Ao mesmo tempo, existe uma possibilidade que pode ajudá-lo a conquistar seu sonho com mais facilidade: o consórcio.

Para entender melhor como tudo isso acontece, saiba qual é um bom score para financiamento imobiliário ou de veículo e entenda a relação com o consórcio!

O que é score?

O score de crédito é uma metodologia que passou a ser aplicada na análise de crédito do mercado brasileiro. Ele surgiu em outros países, como nos Estados Unidos, e passou a ser adotado pelos birôs de crédito do Brasil.

O score varia de 0 a 1000 e, quanto maior ele for, melhor tende a ser o perfil de risco e de pagamento do cliente. Para chegar ao número, são considerados diversos fatores, como:

  • histórico de pagamento;
  • solicitação de crédito nos últimos meses;
  • dívidas pendentes;
  • histórico de consultas do CPF e mais.

Então, ele ajuda a medir quão boa pagadora uma pessoa é, com base em seu histórico financeiro.

Qual é a influência dele para obter crédito?

Como o score de crédito é uma metodologia oficial e confiável para avaliação de crédito, ele é amplamente utilizado pelas instituições financeiras. Os bancos, por exemplo, utilizam essa informação como um dos critérios para conceder crédito para os clientes.

É por isso que obter um financiamento, normalmente, depende do valor do score. Esse é um produto de crédito que disponibiliza determinado montante para uma aquisição específica. O financiamento imobiliário, por exemplo, costuma ser usado para a compra de bens imobiliários.

Em troca de obter os recursos para fazer a compra, o cliente paga uma taxa de juros sobre o valor financiado. Com isso, a operação tem um custo efetivo maior que o montante disponibilizado.

Além disso, a taxa de juros depende tanto do mercado quanto do risco oferecido pelo cliente. Quanto maior for o risco, maior é a taxa de juros ou o financiamento nem chega a ser aprovado.

Nesse processo de avaliação e concessão do crédito, o score é um elemento fundamental. A partir da análise dele, a instituição consegue determinar com mais precisão se o cliente tende a ser um bom pagador. 

Qual é um bom score para financiamento?

Como o score está relacionado à concessão de um financiamento, é importante entender quais são os parâmetros para aumentar suas chances de obter a alternativa. No geral, o ideal é ter um score que seja o mais alto possível. Nesse caso, significa que você tem ampla capacidade de pagamento e consegue honrar seus compromissos.

Em números, o mínimo a ser considerado é um score de 500, que indica um risco de médio a baixo de inadimplência. Porém, o ideal costuma ser uma faixa mais alta, a partir de 700 pontos.

É claro que cada instituição tem os próprios critérios e o score não é o único ponto a ser analisado. Porém, é importante estar em uma região mais elevada da pontuação para aumentar as chances de obter um financiamento. 

É preciso ter um bom score para contratar um consórcio?

Como você conferiu, ter um score elevado é uma condição importante para obter financiamento. Porém, isso pode significar ter que esperar muito, já que não há como garantir quando ou como esse valor aumentará.

Por isso, é interessante escolher o consórcio. Essa é uma alternativa coletiva, em que cada participante do grupo contribui com um valor mensal. Ao final, todos são contemplados com a carta de crédito e poderão fazer a compra desejada.

Nesse processo, não há a cobrança de juros, ao contrário do financiamento. Há apenas uma taxa de administração, que é fixa e diluída em todas as parcelas, o que o torna mais acessível.

Além disso, não existe análise de crédito no momento da contratação. Então, você não precisa se preocupar com qual score é bom para um consórcio de imóvel ou de veículo — ao contrário do que acontece com um financiamento.

Você poderá pagar as parcelas de maneira planejada e, se quiser, poderá dar lances para antecipar a contemplação. Até esse momento, você tem a chance de manter seu nome limpo e melhorar seu histórico de pagamento.

Somente no momento de usar o dinheiro é que ocorrerá uma avaliação do seu perfil de crédito. Ainda assim, o processo tende a ser menos burocrático que no caso do financiamento, trazendo mais praticidade para a sua decisão.

Agora você já sabe que um bom score para financiamento deve ser o mais alto possível. Para driblar essa obrigação e a burocracia, você pode escolher um consórcio. Além de ser sem juros, você pode contratá-lo a qualquer momento, o que o aproximará de seus sonhos.

Compartilhe:
Facebook logo

Última notícias

Última notícias