O que você está procurando?

Investir em consórcio é um bom negócio?

4 de fevereiro de 2022
Blog image

Quando falamos de consórcio, muitas pessoas ainda se perguntam se esse crédito é mesmo confiável ou se pode ajudar a ficar mais perto dos seus objetivos. Com mais de 50 anos de existência, o consórcio é um investimento muito seguro e rentável.

Mas, calma, o consórcio é um investimento? Como funciona esse trâmite de investir em consórcio? Venha aprender mais um pouco sobre o mercado financeiro e entender se vale a pena ou não investir em consórcio.

O que é um investimento?

Investimento é uma palavra muito conhecida por quem quer aplicar recursos a fim de ter algo melhor a curto ou longo prazo. Isso quer dizer que você pode investir muita coisa para diferentes finalidades, por exemplo, investir tempo para concluir um curso.

Sendo assim, o investimento é tudo aquilo que a gente começa hoje para ter um retorno futuro. Por esse motivo, se fala tanto sobre os prazos e, para que o seu investimento seja positivo e ajude a alcançar o que você almeja, precisa de um bom planejamento.

Esse plano será voltado para organizar melhor a sua vida financeira no momento em que atingir seu objetivo primário com o investimento. Sendo assim, o consórcio pode se encaixar em tais definições e ainda traz consequências boas para o seu futuro e para o seu bolso.

Por que o consórcio pode ser considerado um investimento?

É comum ouvir dizer que o consórcio não é um investimento, justamente por ter características tão peculiares e únicas de serviço e operação. Mas vamos te mostrar algumas especificidades que só quem quer investir em consórcio consegue usufruir.

Não existe cobrança de juros

Diferente dos créditos mais tradicionais, o consórcio é um investimento de baixo risco que não cobra nenhum tipo de juros. Isso mesmo, independentemente do prazo de divisão das parcelas, nenhuma delas terá acréscimo de juros!

Ao investir em consórcio, você apenas lida com pequenas taxas e encargos muito mais em conta do que a porcentagem de juros. Sendo eles:

  • taxa de administração: taxa voltada para custear os serviços prestados pela administradora, como organizar o consórcio e cuidar do seu plano;
  • fundo de reserva: porcentagem destinada para cobrir alguma eventualidade do grupo, como inadimplências;
  • seguro: totalmente opcional, o seguro do consórcio é apenas mais uma garantia do pagamento das parcelas e cumprimeiro do contrato em casos de emergência;
  • fundo comum: esse é o caixa do plano de consórcio, onde fica todo o valor para compra dos bens consorciados.

Cada um desses encargos é diluído durante todo o plano, sendo acordado desde o momento da assinatura do contrato. Investir em consórcio é totalmente sem surpresa e ainda com prestações acessíveis!

Sem valor de entrada

Muitas pessoas acreditam que para conseguir entrar em um crédito é preciso pagar um valor de entrada. Essa quantia é uma maneira que algumas instituições encontram para oficializar o negócio e sentir mais confiança para parcelar a sua solicitação.

Investindo no consórcio, além de se livrar dos juros, você também não se preocupa com o valor de entrada! Assim, mesmo que não tenha nenhuma quantia a mais na sua conta, o seu plano pode ser aprovado sem maiores problemas.

A carta de crédito garante o poder de compra

Um dos maiores mitos sobre o consórcio é de que ele tira o poder de compra de seus clientes. Mas, na verdade, o sistema de faturamento do consórcio é entendido como uma compra à vista, ou seja, mais poder de compra e negociação para quem investe nesse crédito!

Desse modo, você pode alcançar mais descontos ou até ganhar benefícios por apresentar a carta de crédito como forma de pagamento.

Possibilidade de um planejamento financeiro detalhado

Com uma compra a longo prazo, aumenta a possibilidade de organização financeira e planejamento.

Por exemplo, imagine que o seu investimento em um consórcio levará 96 meses para ser finalizado. Dentro desse tempo, você pode se preparar para receber o bem consorciado, planejar melhor o seu futuro, analisar o cenário do seu orçamento, entre outras ações.

Esse prazo é muito benéfico para não querer passar apertos e alcançar a tão sonhada contemplação com mais tranquilidade.

Mais liberdade para usar a cota comprada

Investir em consórcio é também investir nos seus planos futuros, por isso, é natural que no meio do caminho as coisas mudem. Se antes a prioridade era comprar um apartamento novo, depois de um tempo pode ser que você prefira optar pela reforma da sua casa.

No consórcio, essa mudança de destinação final do crédito pode ser feita sem maiores problemas! Ela pode ser feita entre bens da mesma categoria e tipo de consórcio, sendo bastante comum entre as administradoras de consórcio.

Vale a pena investir em um consórcio?

Diante de tudo isso, provavelmente você queira entender melhor e saber se vale a pena investir em um consórcio. Esse crédito é um dos mais vantajosos do mercado, pois conta com condições únicas de parcelamento, flexibilidade nas parcelas e é liberado até para quem está negativado.

Sendo assim, vale muito a pena investir no consórcio! Planejar o seu futuro deve ser uma grande prioridade, por isso ter um crédito que cabe no seu bolso faz toda a diferença!

Quer investir em consórcio? Comece hoje mesmo a alcançar os seus objetivos de vida com um crédito simples, fácil e muito benéfico para os seus planos, como o Consórcio Itaú! Aqui no Melhor Consórcio você encontra um simulador completo e gratuito para encontrar a oferta perfeita para você.

Compartilhe:
Facebook logo

Última notícias

Última notícias